Saturday, November 20, 2004


De saudade ninguém morre
Sem saudade ninguém vive.
Às vezes sinto uma tristeza,
Começo a sentir saudade,
Das saudades que já tive...

De Otávia, em Brasília, Brasil, 1980.

1 Deixaram aqui suas Palavra(s) de Amor:

MONALISA

Bonito este pequeno poema - o tema é-me querido, como sabes. Saudade do passado, mas também do futuro.
Beijos.

Related Posts with Thumbnails
 
BlogBlogs.Com.Br