Tuesday, August 03, 2010

Para reflexão...

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:

Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais frequência: 'Quero ser feliz ou ter razão?' Outro pensamento parecido, diz o seguinte: 'Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam'.

Eu já decidi... EU QUERO SER FELIZ e você?

(Recebida por email)


Consultório Psicológico Online - Inglês, Espanhol e Português - 24 horas/7 dias na semana
-------------------------------
Viver Integral - Saúde, Alimentação e Bem Estar
Para viver bem e melhor... não deixe de visitar

9 Deixaram aqui suas Palavra(s) de Amor:

Deia

Carmem, perfeito raciocínio! Já disse que dou uma boiada inteira para não entrar em uma discussão. Se for à toa então, não há nada que me tire do sério! Minha escolha fiz enquanto secava as muitas lágrimas que derramei: quero ser FELIZ!!! Um beijo, Deia.

Maria José

Carmem querida. Que história, heim? Quando um não quer, dois não brigam. Beijos, minha amiga.

Mônica

Carme
eu já li esta história em outro blog
Mas é sempre bom relembrar o valor dela na convivencia
com carinho MOnica

.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.

Oi, Carmem!

Saber quando calar é um dom.
Gostei da história.

Beijo grande!

Kelly

Excelente postagem muito ilustrativa e nos faz ver o quanto perdemos tempo nessa vida querendo ter razão. bjs

sam rock

Carmiña as súas historias chegan a min co a ledicia de quen descobre un novo terreo, rico e exemplar.
Unha forte aperta e grazas polos seus consellos.

Bicos

Saozita

Olá Carmem, gostei do texto e da lição que está implicita. Entre uma discussão fútil ( por, dá cá aquela palha ), é preferível saber ser e saber estar... trilhar o caminho da felicidade!

Tem um óptimo fim de semana.
Beijinhos

VELOSO

As pessoas precisam amar e não armar-se!
Lindo post minha amiga!

ELIANE TAVEIRA

Perfeito...
Bjkas

Eliane

Related Posts with Thumbnails
 
BlogBlogs.Com.Br