Monday, June 08, 2009

COMEçO A CONHECER-ME. NAO EXISTO.

Começo a conhecer-me. Nao existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou a metade desse intervalo, porque também há vida...
Sou isso, enfim...
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulho de chinelos no corredor...
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo... é um universo barato.

(Alvaro de Campos)

* Alvaro de Campos foi um dos heteronomios do portugues Fernando Pessoa (1888-1935), um dos mais brilhantes poetas do Século XX e talvez o maior poeta da Língua Portuguesa em todos os tempos.
Este poema pertence ao volume "Poesia Completa" (Rio de Janeiro, 1995).

Beijos, flores e meus eternos sorrisos... :o)

**********
Professional Counseling - 24 hours / 7 days a week - English, Español, Portugues
**********

4 Deixaram aqui suas Palavra(s) de Amor:

Fragmentos Betty Martins

._________querida Carmem




escrever______Pessoa(Alvaro de Campos)


.e




alimento para a alma - luz para o espírito




______excelente escolha minha amiga:=)









beij0_____tern0________flores.muitas:=)
Bsemana

Marta

Boa escolha...
Sabes, há dias em que me "perco" e encontro a resposta nesse sossego...
Obrigada pela visita..
Beijos e abraços
Marta

Amita

Olá Carmem

Adorei saber de ti, deste nosso longo percurso caminhando
os virtuais dias com imenso carinho.
Sê sempre feliz, com aquela alegria a que nos habituaste
e que com tanta ternura nos incutiste.
Um bjinho grande e uma flor para mais um dia lindo para ti.
A tua Amiga
Amita - Fátima Fernandes

Bill Stein Husenbar

O heterónimo do modernismo, o homem das máquinas e das 3 fases.

Perfeito.

BSH
http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails
 
BlogBlogs.Com.Br